início :: links :: enviar e-mail :: SITE NÃO OFICIAL :: NA INTERNET DESDE 1999

Artesanato, beleza natural, bairrismo, pacatez e uma saudável valorização das suas riquezas etnográficas tornam Pardilhó uma das mais belas localidades da Ria de Aveiro.

a freguesia

apresentação

história

geografia

turismo

artesanato

cozinha

associações

ensino

agenda

serviços

Geografia

A freguesia de Pardilhó faz parte do concelho de Estarreja e distrito de Aveiro. Situando-se no norte do seu concelho faz fronteira com dois outros municípios: Ovar e Murtosa. É ainda banhada a poente pela ria de Aveiro, uma das maiores referências a ter em conta na formulação da sua identidade cultural, à par do isolamento geográfico. A população pardilhoense assumiu-se, historicamente, como gente da Ria - na apanha do moliço, na pesca e na construção naval - e da terra - na agricultura -, desenvolvendo uma personalidade cultural muito própria e bastante acentuada.

Pardilhó assenta em terras baixas, inferiores em média a dez metros acima do nível das águas do mar, e que lhe foram conquistadas ao longo dos séculos, através de um lento, mas progressivo, assoreamento, acompanhando a formação da Ria de Aveiro.

A freguesia tem pouca indústria, predominando o sector primário (o milho é o principal produto agrícola) e um pouco do terciário (casas comerciais). O sector agrícola só foi possível desenvolver graças ao   moliço, importante fertilizante cuja apanha na ria é característica das populações ribeirinhas (da Marinha). Salvo raras excepções de indústria familiar, como as carpintarias e serralharias civis, a população pardilhoense é empregada pelo complexo empresarial de Estarreja ou concelhos vizinhos. A falta de emprego foi um dos principais factores responsáveis pela emigração da sua população nas últimas décadas, principalmente destinada à construção civil na França, América do Norte e América Latina, entre outros países. A construção civil é ainda um dos maiores sectores empregadores da população de Pardilhó, à par da indústria da região, por vezes conjugada com alguma lavoura caseira nos tempos livres.

Pardilhó estende-se por uma área de 15,7 Km2 e, segundo os Censos de 2001, tem 4175 habitantes. É uma das poucas freguesias da região em que a população jovem não está a diminuir. Além do mais é bastante provável que o número de habitantes seja bastante superior ao apontado nos últimos dados oficiais. De qualquer forma, a futura existência de um nó da IC1 nas imediações da freguesia e a proximidade da zona industrial do município são factores que certamente promoverão o aumento populacional de Pardilhó. A população é a mais bairrista da região, estando toda centralizada em torno de um centro comum. Os dois principais lugares são, porém, o Saltadouro e o Monte de Cima.

Notar dois núcleos: o largo da igreja, verdadeiro centro cívico onde se encontram a igreja, diversos serviços e comércio, ficando próxima a Escola Básica, Posto Médico, Clube Pardilhoense, A. C. R. Saavedra Guedes, bomba de gasolina, Junta de Freguesia, etc.; e a Quinta do Resende, onde se erguem o futuro Centro de Saúde, Capela de S.to António, futuro Lar da Terceira Idade, Centro Paroquial e futuro polidesportivo.

COMO CHEGAR

Se vier pela A1 saia em Estarreja e apanhe a EN 109. Vindo pela EN 109, para norte, segue até ao Centro de Avanca, onde apanha a EN 224-2, seguindo até Pardilhó; esta via continua pelo Bunheiro e Murtosa. Pela EN 109 podia também ter seguido para Pardilhó a partir de Estarreja, a sul, utilizando para isso a EN 558.

Se, por outro lado, vier de comboio, pela Linha do Norte, pode sair em Estarreja, Avanca ou Ovar, utilizando depois taxi ou autocarro (pouco frequente) para chegar a Pardilhó. Vindo de Ovar convidamo-lo a aproveitar a viagem para fazer uma paragem na Ermida de Nossa Senhora de Entráguas, em Válega, que fica em caminho; por Avanca é indispensável apreciar os azulejos que embelezam a estação da CP (onde se incluem figuras de Pardilhó antigo) e fazer uma visita à Casa Museu Egas Moniz, filho de Avanca e Pardilhó; pelo lado de Estarreja não há nenhum motivo imediato de destaque a prender a nossa atenção pelo caminho.

Desenvolver conhecimentos

população e natureza
população e natureza
(© Miguel Padeiro)

altitudes
altitudes
(© Miguel Padeiro)

como chegar
como chegar

Pardilhó visto
do espaço
(5 fotos do GEOCID)

Mapa Militar
(Serviço Cartográfico
do Exército)

 

  :: início ::

Online desde Fevereiro de 1999. E-mail: pardilho@mail.pt. © M. P.